Está na hora do banho do bebê! Veja algumas dicas…

banho - bebêUm dos momentos de maior diversão, carinho e intimidade entre mães e filhos é, certamente, a hora do banho do bebê, não é mesmo? Uma delícia ver a carinha de sapeca que eles fazem ao descobrirem os prazeres da água, as brincadeiras, o relaxamento… Não é à toa que muitas mamães acabam repetindo o banho das crianças várias vezes ao dia. Pouca gente sabe, porém, que existem diversos métodos de fazer desta uma hora ainda mais especial. Veja só!

Segundo o Dr. Jorge Huberman, pediatra e neonatologista do Hospital Albert Einstein (SP) e do Instituto Saúde Plena, o tradicional banho de banheira – o mais comum – exige alguns cuidados. Deve-se verificar, por exemplo, a temperatura da água constantemente, pois, como se trata de um recipiente maior, a água tende a esfriar mais rápido, gerando incômodo ao bebê. É recomendado que a mamãe esteja atenta e faça uso da própria água do chuveiro na banheira, certificando-se de que a temperatura está adequada (entre 36 e 37 graus) e repondo quando necessário.

Há pessoas que gostam do chamado “banho de balde”. Essa técnica, diz o médico, foi inicialmente utilizada em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal e tem se mostrado muito eficaz para acalmar o bebê e evitar problemas comuns, como as cólicas.

“No banho de balde, a mãe imerge o bebê dentro de um baldinho, com uma pequena quantidade de água, já que quando ele estiver sentadinho, a água alcançará seu ombro. É muito importante manter a temperatura da água entre 36 e 37 graus, além de deixar o pescoço e cabeça da criança livres, pois esta é a área onde o adulto deve segurar o bebê”, diz o pediatra. “Aconselha-se o banho de balde antes do sono da noite, já que é um banho relaxante, que pode trazer maior conforto e tranquilidade, mas deve-se lembrar que esse tipo de banh

o, que é mais terapêutico, não pode substituir o banho higiênico da criança”, ressalta o Dr Hubermann. E, claro, JAMAIS DEIXE O BEBÊ SOZINHO DURANTE O BANHO!

Uma terceira forma, ainda pouco utilizada, apresenta um momento de maior intimidade entre a mãe ou o pai e o bebê: trata-se do banho de chuveiro, aquele que tomamos todos os dias.

“O banho no chuveiro exige uma atenção especial dos pais. Na verdade, é como se o adulto estivesse tomando seu banho, naturalmente, mas ele não pode se esquecer de que estará com uma criança pequena no colo, logo, é importante prestar atenção para não deixar a água atingir os olhos ou ouvidos da criança, o que poderia ocasionar irritações ou inflamações”, diz o especialista.

Bom, seja lá qual for o método escolhido para o banho do bebê, é sempre preciso lembrar alguns pontos importantes. Em caso de recém-nascidos, por exemplo, muita atenção quanto ao uso de shampoos e sabonetes neutros para a higiene do corpo e também do umbigo. Depois de seco, recomenda-se limpar a região do coto umbilical com álcool 70%. A tarefa pode ser feita também após as trocas de fralda. Veja algumas outras dicas do Dr. Hubermann:

- Para crianças recém-nascidas ou até os 6 meses de idade, é ideal que os pais introduzam primeiramente os pezinhos na água para depois começar a colocar o corpo do bebê, assim ele se acostuma com a temperatura (entre 36 e 37 graus) e o ambiente.

- É ideal lavar primeiramente a cabeça, com cuidado, e depois restante do corpo. Deve-se usar shampoos e sabonetes neutros ou então produtos próprios para bebês.

- Toalhas de algodão são mais macias e por isso são melhores para secar a criança. Os pais devem passar cuidadosamente a toalha em todas as dobrinhas, de forma uniforme, para evitar assaduras.

Leia também -

Como diferenciar o choro do bebê

Bebês com personalidade!

zp8497586rq

Os comentários estão encerrados.