Gravidez na adolescência – aprenda a evitar

gravidez adolescênciaEnquanto muitas mulheres sonham com a maternidade, para outras tantas a vinda do bebê fora de hora torna-se um verdadeiro pesadelo. Imagine então como seria encarar a gravidez na adolescência, uma fase em que as garotas vivem intensas mudanças, descobertas, formação de identidade, onde os tabus, namoro, sexo fervilham em suas mentes. Apesar disso, no Brasil, milhares de meninas entre 10 e 19 anos tornam-se mães a cada ano. E a gestação precoce pode estar relacionada a diversas causas, entre elas: formação psicológica, estrutura familiar e a falta de diálogo com os pais.

De acordo com o ginecologista e obstetra, Dr. Domingos Mantelli Borges Filho, as adolescentes podem sofrer alguns riscos e adquirir alguma doença durante a gestação, como pré-eclampsia ou pressão arterial alta.

“São inúmeros os riscos que podem afetar a jovem grávida. A gestante menor de 18 anos, por exemplo, pode sofrer de anemia, o que, inclusive, traz mais complicações para o parto. Hipertensão, infecções, inchaço, e a depressão pós-parto podem prejudicar a saúde da mãe e do bebê”. Ele ressalta as consequências que a gravidez na adolescência pode causar na vida dos jovens e seus familiares. “Na maioria das vezes, esses jovens não estão preparados psicologicamente e financeiramente para assumir a responsabilidade de criar um filho. Esse fator contribui para muitos adolescentes sairem de casa, cometerem aborto, abandonarem estudos ou até mesmo a criança”.

Por isso, orienta o médico, a melhor maneira de lidar com a gravidez indesejada é aceitar o fato. “Com o decorrer da gestação, o apoio da família, a responsabilidade, o carinho e o amor pela criança que está sendo gerada irão auxiliar a jovem durante esse período e proporcionar uma gestação mais tranquila”.

De qualquer forma, o melhor mesmo é sempre conversar com os filhos sobre questões como esta para prevenir a gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis. Segundo o Dr. Domingos Mantelli Borges Filho, antes de iniciar uma relação sexual é necessário procurar um ginecologista, pois somente ele poderá orientar sobre quais métodos contraceptivos poderão ser utilizados.

Ele cita alguns deles: Conheça alguns dos métodos e saiba se prevenir:

Tabelinha

“Apesar de ser muito utilizada entre as adolescentes, tabelinha é um método arriscado, principalmente para quem está iniciando uma vida sexual sem o acompanhamento de um profissional. Não dá para confiar nesse método, pois o ciclo menstrual da mulher pode variar o que significa um ciclo irregular”.

Coito interrompido

“O coito interrompido não é uma opção segura. Durante o procedimento pode apresentar falhas, bastaria que uma gotícula de esperma caísse na vagina para que houvesse risco de gravidez”, orienta o médico Dr. Domingos.

Espermicida

“É um produto adquirido na farmácia ou por meio de receitas médicas. A sua função é imobilizar os espermatozoides, impedindo que eles cheguem até o óvulo. Ele é aplicado na vagina pouco antes da relação. Vale lembrar, que o espermicida não oferece o mesmo grau de proteção que a camisinha”.

Camisinha

“É o método contraceptivo mais seguro, oferecendo 90% de segurança para a relação. A camisinha previne a gravidez e todo o tipo de doença sexualmente transmissível. A camisinha pode ser utilizada pelo homem e a mulher”.

Pílulas Anticoncepcionais

“O acesso às pílulas anticoncepcionais é muito fácil. A pílula impede a ovulação, enquanto a mulher tomar a pílula, ela não consegue engravidar. O anticoncepcional deve ser receitado pelo ginecologista, o uso de medicação indevida pode provocar diversos efeitos colaterais como, dores de cabeça, náuseas, tonturas, aumento ou redução de peso”.

Leia também -

Ultrassom na gravidez

Benefícios do pilates na gravidez

3 respostas a Gravidez na adolescência – aprenda a evitar

  1. Fernanda disse:

    Gravidez na Adolescencia como evitar: Opção 1: Não transe , Opção 2:Seja um adulto.

  2. LARA RAPHAELLY VOLKMANN disse:

    bm eu engravidei aos 11 anos,hje estou cm 21 e minha filhota cm 10 e eh a minha maior alegria.no cmeco tdo mundo queria q eu tirac pq supostament iria prejudka o nso futuro, sm pq meu marido na epoka tinha 18 ans e iso nao me impediu d estdas pois eu levava a minha pkena junto pq nao tinha quem cuidac dla e cm eu fui mra cm o pai da bb ele tinha q trabalha,e hj apsar d td eu ainda fco faculdade,e meu marido ja termino a dle. gente nao eh um bebe q estraga nsa vda, so bsta que da continuidad …e um conselho NUNKA MAS NUNKA MESM FCAM UM ABORTO.bjs: papai luan, mamae lara e nsa filhota linda luna.

  3. gabriele disse:

    e muito ruim ter um filho antes da hora por isso que eu me previno

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *