Mães e essa coisa de feminismo…

mães - feminismoSe hoje eu encontrasse aquela senhora que queimou o soutien em praça pública, juro que eu perguntaria se ela tinha a noção de quantas horas de terapias nós mães feministas gastamos para aplacar aquele sentimento de culpa por ter que deixar os nossos filhos por 12 horas na escola.

Quanta vezes choramos de vontade de ficar ali curtindo cada pedacinho da vida deles. Se ela tinha noção de quantas vezes rezamos bem baixinho, no meio de uma reunião de negócios, para aquela febrinha passar rapidinho e nessa oração aproveitamos para agradecer a Deus pelas vovozinhas que estão lá dando colinho (vovozinhas que são da geração anterior a tal queima de soutien) e fazendo aquilo que você gostaria muito, muito de estar fazendo.

Bem que ela poderia ter queimado só metade do soutien, quem sabe assim as mamães trabalhariam só 1/2 período e depois ficariam lambendo os seus filhotes.

Beijos;

Marly

Leia Também -

Socorro! Como ensinar meu filho a usar o vaso sanitário?

Seu filho já anda na rua sozinho?

 

 

 

3 respostas a Mães e essa coisa de feminismo…

  1. Aline disse:

    Você devia ter nascido em outra época, deve ser o tipo que abaixa a cabeça para o marido e concorda com tudo que lhe é imposto, e se não fosse por tantas feministas, talvez as mães de hoje, nem tivessem auxílio creche… PENSE MULHER, PENSE! E ESTUDE
    “Com o objetivo de acabar com a exploração comercial realizada contra as mulheres, as ativistas se aproveitaram do concurso de beleza que era tido como uma visão arbitrária e opressiva em relação às mulheres. Assim, elas colocaram no chão do espaço, sutiãs, sapatos de salto alto, cílios postiços, sprays de laquê, maquiagens, revistas, espartilhos, cintas e outros objetos que simbolizavam a beleza feminina.

    Embora a ‘queima’ propriamente dita nunca tenha ocorrido, a atitude das manifestantes foi incendiária. Este nome “queima dos sutiãs” foi dado pela mídia.”

    Estude sobre o assunto e depois coloque algo no seu site…

  2. Gabriella disse:

    Concordo completamente com a Aline.
    Se quer ficar com seu filho em casa não trabalhe.
    Trabalhar é opção sua, não obrigação.
    Feminista é a mulher que, assim como os homens, trabalha, estuda, é mãe, bebe, goza e é feliz!!!

  3. Pingback: Minha filha não gosta de comer nada! Alguém me ajuda? | Coisas de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *